Arquivo da categoria: porcelana

Mesas de Varanda

“Essa mesa não serve apenas para apoiar objetos, ela apóia o encontro das pessoas que fizeram da colagem de formas e cores um jeito de destampar talentos”.

Gilberto Dimenstein

Mosaico executado em azulejo e pastilhas de vidro sobre MDF

70 cm

mesa-varanda-carol-e-willimg_2036

mosaico executado com porcelanas e vidro manchado sobre MDF

70 cm

chabby-chicpique-assiette-planejameneto-2

mosaico executado com pastilhas de cerâmica e azulejos decorados sobre MDF

40 cm

5  5-1

Mosaico executado com pastilhas de cerâmica sobre MDF

80 cm

5-3

Como eu já dissse, “se quebrar não chora não!”


Existem “mil”maneiras de inovar!

Você usaria um “modelito”assim?

Toda essa criatividade é de Li Xiaofeng


Li Xiaofeng tem 46 anos, nasceu em Hubei, na China. Ele passou dos murais para a escultura trabalhando recentemente com  um material inusitado, porcelana, e porcelanas das Dinastias Ming, Qyng, etc. A China proibiu a exportação de antiguidades incluindo porcelanas, então Li também pinta, queima, quebra e trabalha sua porcelana mantendo as figuras e cores tradicionais de fertilidade, vida e alegria. Ele une as peças com fios de prata e constroi peças do vestuário chines.


A Lacoste o desafiou a criar um modelo da famosa camiseta polo para o evento 2010 Holiday Collector’s Series.

Li Xiaoafeng montou sua polo de porcelana.

Selecionando e fotografando os pedaços de porcelana montou em computador uma estampa em tamanho real.

Pólo feminina criada por Li Xiaofeng.

As peças de edição limitada são estampadas com desenhos de lótus e crianças do período Kangxi e custam 489 reais.  Em abril sua coleção está em São Paulo.

http://www.lacoste.com/lixiaofeng

Porcelanas “quebrando”…

Fiquei triste com as notícias de falência  dessas fábricas de porcelana. Não que eu seja grande consumidora, mas porque parece que é mais uma parte daquelas raízes antigas da sociedade, da história e da arte, que estão secando.

englshsceneryredb19dp01

Wedgwood abre falência

A crise econômica mundial atingiu uma das empresas de porcelana mais antigas do mundo. Pode estar próximo o fim da Waterford Wedgwood. A companhia irlandesa abriu falência, depois de não ter conseguido chegar um a acordo para financiamento urgente de 200 milhões de euros.

O grupo está agora sob administração judicial. Um dos administradores, Redmond O’Donoghue, diz que espera, com este processo, “que o grupo possa continuar, que venha dinheiro e os trabalhadores não sejam afetados. A questão é saber se haverá um comprador e o que ele vai fazer”.

A Waterford Wedgwood teve um prejuízo de 233 milhões de euros no ano passado. Depois de sobreviver inumeras guerras e crises nos ultimos 250 anos, desta vez a crise financeira a derrubou.

E junto leva tantas outras empresas do grupo: Johnson Brothers, Royal Doulton, Royal Albert, Rosenthal, etc.

A empresa tem cerca de oito mil empregados em todos mundo, incluindo 1.900 nas fábricas e lojas do Reino Unido e outros 800 na Irlanda. Ela também emprega mil trabalhadores na fábrica da Alemanha que produz a marca Rosenthal.

A companhia, que no ano passado pegou um empréstimo com o governo irlandês, já cortou 1.500 empregos na Indonésia, 600 no Reino Unido e 450 na Irlanda.

O dono das marcas de porcelana chinesa Royal Doulton e Wedgwood, cuja louça faz parte da mesa da realeza européia há mais de dois séculos, disse em dezembro que não é capaz de pagar dividendos a seus acionistas. Waterford informou que o período dado pelos seus credores expirou e que não foi renovado, mas a empresa ainda espera se manter ativa.

– Estou desapontado que certos grupos do Reino Unido e da Irlanda tenham que pedir concordata, mas nós estamos otimistas de que o rumo de nossas discussões resultarão na venda do nosso negócio – disse principal executivo do grupo, David Sculley.

fontes:
http://pt.euronews.net/2009/01/05/waterford-wedgwood-in-administration/

http://oglobo.globo.com/economia/mat/2009/01/05/fabricante-de-loucas-waterford-wedgwood-pede-protecao-contra-credores-587886412.asp

http://colunadamilk.blogspot.com/2009/01/liberal-conservadora-radical-de-extrema.html

porcelana Rosenthal entrou em falência

rosenthal-1
Uma noticia divulgada hoje nas páginas econômicas despertou um interesse especial: A fábrica de porcelana Rosenthal entrou em falência.

Como a Meissen, da Saxônia, a Rosenthal, da Baviera, era um simbolo da identificação nacional dos alemães, sobretudo da geração mais velha. Mesmo as familias simples tinham nos armários as suas “jóias” de Meissner e Rosenthal. Ainda hoje, um café da tarde com tortas de cereja da Floresta Negra e uma porcelana elegante é uma evidência para qualquer alemã acima de 60 anos da idade.

A marca de porcelana mais famosa da Alemanha foi fundada em 1879 por Philipp Rosenthal, que abriu em um castelo (de Erkersreuth) uma oficina de pintura de porcelana. Seu neto, chamado também de Philipp Rosenthal, falecido em 2001, era politico do Partido Social Democrata (SPD) e tentou dar aos empregados participações da própria empresa. Assim mesmo, em 1998 a Rosenthal foi vendida ao grupo britânico Waterford-Wedgwood, que ao falir, no inicio desta semana, arrastou consigo a marca alemã.

Mas a decadência das marcas de porcelanas tradicionais européias não é um efeito apenas da crise econômica. Já nos anos 90, muitas grandes marcas entraram em dificuldades em consequência da mudança dos hábitos do consumidor. As familias deixaram de valorizar ter no seu armário uma marca de porcelana considerada elegante.

Muitas marcas famosas recebem ajuda pública porque são consideradas reliquias nacionais, como a Meissner, que foi comprada pelo governo da Saxônia, ou a Herend, da Hungria, que pertence em 75% aos seus 1.700 empregados. Mas vender um jarrinho de porcelana por 500 euros tornou-se hoje muito dificil, mesmo para uma marca icone da porcelana européia.

fonte: http://oglobo.globo.com/blogs/alemanha/post.asp?t=a-falencia-das-grandes-marcas-de-porcelana&cod_post=152485

E se você quer saber mais sobre porcelanas, pode começar pelo Brasil.

porcelana-brasil-blog

O blogue http://porcelanabrasil.blogspot.com/ de Fábio Carvalho é muito bom e ele tem uma publicação sobre o assunto. Vai lá!